sábado, 18 de julho de 2020

INSSaNews


INSSaNews, cuja presteza informativa compete em competência e velocidade com as atualizações dos sistemas da Dataprev para a adequação às novas normas vigentes, vai falar hoje sobre o trabalho remoto,momentaneamente estendido a todos os servidores do INSS.

Segundo Dona Conceição, entusiasta do modelo, “Quarentena é uma CEAP com meta de CEAB”. Esta é uma declaração por certo preocupante, uma vez que tem o poder de mexer com a imaginação da direção da autarquia que poderá tomar medidas para sanar algumas discrepâncias do argumento. Por esse motivo deixamos a declaração tornar-se pública apenas agora, quando se aproxima o momento de os servidores voltarem às APS.

Infelizmente a DIRAT, mais antenada, já havia percebido tal fato e se adiantou tomando algumas providências, entre elas, a Meta Flutuante Retroativa e Surpreendente (MFRS)

A MFRS é complexa e tem caráter enlouquecedor de nível elevado. O primeiro passo para a sua implementação foi tirar toda a possibilidade do servidor de conferir sua pontuação, ficando assim esclarecido porque a pontuação do servidor migrou do GET, de onde  se origina e onde se conclui, para um sistema sobre o qual até hoje não disse ao que veio e ironicamente nomeado de Facilita. Até mesmo o Facilita, embora de forma retardatária e com esporádicos surtos de indecisão, tanto  em relação à meta quanto à pontuação, demonstrava alguma boa vontade para com o servidor. Em função disso, essa funcionalidade foi desativada, permanecendo apenas as outras, que não acrescentam absolutamente nada, não passando de um obsoleto catálogo de links, muitos dos quais não respondem a nenhum comando.
Segurado digitalizando os seus documentos
Após  ser deixado na insegurança, sem saber  se seus suados pontos foram corretamente
 computados, o ansioso 
inssano aguarda o email 
que  poderá lhe a trazer necessária tranquilidade ou que o terá catapultado ao inferno dos proscritos que não cumpriram a meta. Isso porque à meta terão sido acrescidos certos componentes não claramente explicitados anteriormente e que, surpresa!, agora passaram a ser considerados.

 Este modelo, conhecido como “era-pra-ser-assim-e-eu-não-te-falei-otário”, tem o  objetivo de fazer o servidor 
trabalhar em dobro para garantir que a meta seja cumprida. Embora não haja garantia nenhuma quanto a isto.
O INSSaNews, que tem excelente trânsito pelos corredores virtuais da Dirat, apurou e agora revela com exclusividade, o ‘jabuti’ incluído na meta do mês de julho. O servidor irá ter que provar que não engordou absolutamente nada e durante a quarentena. Evidentemente serão aplicados índices de apuração sofisticados e ao qual o servidor não terá acesso. Para cada 225,35 g de ganho de peso será reduzida a pontuação em 0,78 pontos.
Interrogado por esta repórter sobre qual será a meta para 
mês de julho, um servidor da Dirat, que não quis se identificar, declarou: “Não sabemos qual será a meta, mas quando o servidor alcançar a meta, nós vamos dobrar a meta”, finalizou, claramente inspirado por um descompasso de raciocínio não totalmente estranho aos ouvidos tupiniquins.
Outro fator desestabilizante acrescentado pela Dirat é o  Setor de Roubo de Processos (SRP). Tal como o MRFS, o SRP também age de forma retroativa, muitas vezes anunciando suas ações depois de ocorridas, no estilo "ontem-nós-iremos-tirar-os-seus-processos-palhaço".

Dona Conceição, frustrada em sua sanha indeferitória que era aplacada pela taxa 97,5% de indeferimento do B25, declarou ainda não ter perdoado o furto de seus processos de auxílio reclusão e acusa os responsáveis de se equiparem aos instituidores do tal benefício. 
 Em contrapartida, a Dirat exime-se de sua culpa acusando robôs rebelados de roubarem os processos, selecionarem os de mais fácil conclusão e depositá-los nas caixas dos diretores do departamento a fim de castigá-los.

                                 **********
Nota: O INSSaNews informa que o perfil do Manual do INSSano está, há quase um ano, bloqueado pelo Facebook, que alegou ter recebido uma denúncia, não disse de quem nem sobre o quê, mas este jornal apurou que a censura partiu lá do careca do Esse-te-efe que não gostava muito das coisas que o Manual postava em certos grupos do Face.


6 comentários:

  1. Uma sugestão para topico: onde estão as aposentadorias e pensões atrasadas q foram retiradas das CEAB? Por que na fila nacional só tem 87. Estão guardando para...alguém?

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente essa DIRAT está repleta de desqualificados. Um bando de gente que não tem a menor condição de definir regra para ninguém.

    ResponderExcluir
  3. Q bom q voltaram a postar 👏
    Sugestão: a meta do Inss d mandar todos os servidores pra análise e colocar terceirizados no atendimento nas agências.

    ResponderExcluir
  4. Que textoooooooo, maaaassaaaaaaa... kkkkk muito bom, ainda mais com a imagem que resume toda a surreal realidade utópica dos INSSanos ..kkkkk

    ResponderExcluir
  5. Parabéns aos envolvidos. Estão pondo “na chon” o INSS em pouquíssimos meses. “Desexcente” trabalho!

    ResponderExcluir